English                Indique este site        
 

BÁSICOS

ESPECIAL

SEÇÕES

BOLETIM

Saiba as novidades do site por e-mail e acesse arquivos exclusivos.

E-mail:

 

OBJETIVOS & DECISÃO

PP e PPP: seus caminhos para o sucesso

Você às vezes fica sem ação, sem conseguir definir o que fazer? Então você só precisa de um PP e alguns PPPs.

Certamente pode-se afirmar duas coisas sobre você: que você tem objetivos e que já atingiu muitos objetivos. 

Primeiro, o que você já conquistou. Por exemplo, para ter a escolaridade que tem, já se dedicou muito e venceu várias etapas, cada uma com seu certificado ou diploma. O que você já conquistou pode ser maior ou menor, de mais ou menos impacto: uma roupa ou calçado muito querido, um relacionamento afetivo, um problema resolvido, seja material ou emocional, habilidades como dirigir carros, assobiar ou uma estratégia de pensamento ou de emoção, como várias deste site.

Segundo, o que você quer ou está querendo. Será resolver algum problema atual? Um treinamento, um aprendizado? Ganhar (mais) dinheiro? Um cafuné ou uma massagem, simplesmente? Uma nova habilidade? Um grande sonho, para si, para outros ou para o mundo?

Agora, você já parou pra pensar em como conseguiu o que conseguiu? Um diploma escolar requer anos de dedicação, dia a dia, minuto a minuto, construído palmo a palmo, passo a passo. Um relacionamento de amizade de base forte também não nasce no primeiro encontro, são muitas experiências que o proporcionam, incluindo superar crises e perdoar. Seus conhecimentos e sua habilidade ao falar e se expressar verbalmente decorrem de anos de prática e de muitos pequenos aprendizados.

E em qualquer coisa que conseguimos, há dois momentos especiais. Primeiro, houve um ponto de partida:o primeiro movimento, a primeira ação. Um diploma teve o seu ponto de partida, um namoro também. Mesmo satisfazer a vontade de tomar um sorvete tem o seu ponto de partida. Para você estar aqui lendo esta matéria houve um ponto de partida, talvez um clique de mouse: o PP.

Depois que se dá a partida, há só mais uma coisa que pode ser feita para seguir na direção do que se quer: os próximos pequenos passos. Aquela sua amizade, depois do primeiro encontro, teve algum próximo pequeno passo: telefonar e marcar outro encontro, por exemplo. O próximo pequeno passo para o diploma, em um dado momento, foi simplesmente assistir à próxima aula. Para ler isto, pode ter sido procurar o respectivo link na página inicial do site. Esse é o PPP.

Portanto, conseguir realizar algo é simplesmente ter um PP, um Ponto de Partida, e um monte de PPPs, Próximos Pequenos Passos. A muralha da China e o túnel sob o Canal da Mancha foram feitos assim. O lugar onde você mora também, e assim está sendo construído o futuro no qual você vai habitar. Há muitos rituais na nossa cultura que marcam PPs, como o casamento, o chute inicial e a pedra fundamental (embora esses sejam mais PPs "públicos", o PP genuíno pode ter sido muito antes). Pode haver também PPs para cada etapa.

Tanto o PP quanto o PPP podem ser uma ação, uma busca, um pensamento e outras formas de comportamentos. O PP é especial porque marca o início da caminhada, da movimentação, tanto que poderia ser chamado também de Primeiro Passo. O PP é a ação executada, em geral, logo depois daquele momento em que decidimos: "Será feito!". Pode ser tão simples quanto levantar-se da cadeira ou dirigir-se ao telefone.  Bons PPs e PPPs são simples, controláveis e executáveis por você. Compare isso com objetivos que não são PPPs, como por exemplo "escrever um livro" ou "emagrecer até 55 quilos". Estas são na verdade descrições de conseqüências ou decorrências dos PPPs, que nos servem de referência e até motivação, é verdade, mas que são como casas: um produto final de uma construção.

E se você tiver um PPP que conduz a mais de um objetivo, melhor ainda, como no caso de responder a um exercício em inglês para um curso e, ao mesmo tempo, organizar suas idéias sobre o tema e praticar redação nessa língua, para citar um exemplo pessoal. Outro enriquecimento é ter vários PPPs definidos para um mesmo resultado desejado; se um não estiver viável em um momento, haverá outros para permitir o progresso.

No fundo, todos nós já sabemos de tudo isso e definimos PPs e PPPs. Ocorre que às vezes pretendemos dar passos maiores que as pernas ou não exatamente possíveis no momento. Outras vezes queremos apressar as coisas, o que também pode não ser possível ou conveniente. Talvez seja melhor então representar o próximo passo como PPPP: próximo pequeno passo possível. Ou PPPPPP: próximo pequeno passo permitido pelas pernas. Mas acho que PPP já está bom!

Aplicações do PPP

Exemplos mais específicos de contextos de aplicação do Próximo Pequeno Passo:

Estudo e aprendizagem - Ao encerrar uma sessão de dedicação ao aprendizado de algo, defina e registre os PPPs: pesquisar na internet ou visitar aquele site já identificado, memorizar aquele trecho, fazer um resumo daquele capítulo ou daquele parágrafo, fazer aquele exercício, fazer o planejamento da semana ou do dia. Quando voltar a se dedicar, basta rever os PPPs, se necessário.

No caso de trabalhos escolares, o PPP pode ser o levantamento de possibilidades para temas.

Prazer - Em atividades prazerosas, intensifique o que sente definindo PPPs bem pequenos. Ao beber um copo d'água, dê o próximo gole. Ao fazer ou receber uma massagem ou outros contatos físicos, defina um PPP para o próximo movimento ou sensação. Sem falar que um dos PPPs pode ser curtir, usufruir o prazer do último movimento.

Planejamento pessoal - Você tem em geral várias coisas que tem que ou quer fazer: ir ao dentista, matricular-se em alguma escola ou curso, fazer compras de supermercado ou específicas, ler um livro, etc. Para cada objetivo, defina um PPP. Por exemplo, para matricular-se em uma escola de inglês, um PPP pode ser simplesmente pegar a lista telefônica e registrar as escolas mais próximas. Outro PPP pode ser consultar um conhecido (ou procurar um). O PPP é útil em particular naquelas situações em que reagimos a algo como um todo: para o dentista, por exemplo, num relance podemos pensar em ir lá, nas dificuldades para estacionar, no som da broca, nas dores, nos incômodos da anestesia, tudo de uma vez. Focar no PPP ajuda a lidar com uma coisa de cada vez.

Atividades domésticas - se você tem que ou quer lavar a louça, passar roupa ou fazer faxina, mas não está muito afim, pode definir apenas um PPP aceitável. Por exemplo, lavar só os pratos ou arrumar a cama. Torne o que fazer em seguida, o próximo PPP, outra decisão, a ser tomada no seu devido tempo.

Atividades físicas e auto-cuidados - O PPP pode ajudar bastante em exercícios físicos. Seu PPP pode ser fazer a próxima seqüência, o próximo movimento ou simplesmente ir um pouco além em um alongamento, por exemplo. No meu caso, costumo fazer um PPP para ir um pouquinho mais, relaxando na postura e me permitindo alongar da melhor maneira possível, só para ver se (e o que) consigo. Novamente, é uma questão de adequação de foco. Para outros cuidados pessoais, ter um PPP menorzinho pode ser prazeroso; experimente, ao invés de "tomar banho", apenas esfregar a próxima parte, enquanto sente o contato da bucha como se fosse uma massagem. Ao lavar o rosto, experimente ter um PPP para apenas verificar se contato com a água proporciona algum prazer.

Dificuldades emocionais - Aqui o PPP é utilíssimo. Escolha o PPP para o próximo minuto: relaxar um pouco, ficar quietinho esperando passar ou diminuir, ouvir uma música suave ou bem barulhenta ou ainda muito prazerosa. O mais importante aqui é ter um PPP realmente pequeno, viável, executável e se possível prazeroso. (sobre este tema, veja também Estratégias para emergências emocionais)

Virgílio Vasconcelos Vilela

Indique esta página para um amigo

 

 

 

Copyright 2002- Virgílio Vasconcelos Vilela

Permitida a reprodução desde que citados o autor e a fonte (obséquio dar conhecimento)